Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Exportar pastéis de nata? Been there, done that.

por Redacção Time Out Lisboa, em 30.05.12
O tema já tem meses, é um facto. Mas recordemos a história dos pastéis de nata e do Ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira."Porque não franchisá-los?", perguntava o ministro em Janeiro.A julgar pelo exemplo abaixo, a ideia pode até nem parecer tão descabida como a pintaram. Atente-se na seguinte fotografia.Este é um artigo da Monocle deste mês sobre o The Barn, um dos cafés da moda de Berlim.E qual é uma das especialidades da casa? Precisamente o pastel de nata, como bem se ilustra.Serão bons? Serão maus? Não sabemos. Mas se lá estão, por alguma razão será.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:14


2 comentários

De Ana a 30.05.2012 às 23:24

Os pastéis de nata acabados de fazer são também um sucesso no Marais, em Paris. Ver "Comme à Lisbonne"

http://www.commealisbonne.com/

Ou na Ásia, como nas Filipinas, Japão, Coreia do Sul, Macau e Hong Kong através do Lord Stow´s

http://www.lordstow.com/

De Ana a 30.05.2012 às 23:30

Outro caso de sucesso do pastel de nata é o do "Comme à Lisbonne" no Marais em Paris.

http://www.commealisbonne.com/

Já para não falar na Ásia com o franchising to Lord Stow´s.

http://www.lordstow.com/

Comentar post




Time Out O TOL Canal transmite 24 horas por dia com vista privilegiada para a redacção da Time Out Lisboa. Tudo o que se passar deste lado passará por aqui. Prepare-se.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

A Time Out no Instagram


Siga a Time Out Lisboa

Twitter Facebook E-mail RSS



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D